Depoimentos

Vale a pena ser Criança em Foco!

Nesta seção colecionaremos alguns dos diversos depoimentos que vimos recebendo ao longos dos últimos anos e que nos trazem imensa satisfação.

Antecipadamente agradecemos aos pais e familiares que tanto nos honram com sua confiança e envolvimento e nossas propostas.

Nota: Preservamos, como de costume, a confidencialidade das famílias envolvidas.

 

Por que vale a pena ser Criança em Foco?

No mês de aniversário de 9 anos de nosso espaço, me pediram que respondesse à pergunta acima. Nestes anos todos, foram tantos os motivos, os embasamentos teóricos, os resultados… poderia também ficar aqui imaginando ou projetando estes resultados no futuro. Pra sorte dos leitores, resolvi dar mais uma de criança.

Existe uma corrente que diz que as crianças são o futuro da humanidade. Eu discordo. Elas são isto e muito mais, são concreta e esplendidamente simples. Quem conhece pelo menos uma criança bem sabe que pra elas o tempo que conta é o presente. Pra elas, quando se trata de desejo e de investimento afetivo, não tem essa de “espera um pouquinho”, a não ser que o desejo seja delas de continuar brincando, o que, novamente, prioriza o presente. Trago hoje este ponto de reflexão para embasar porque, para mim – mulher, mãe, psicóloga, estudante e ainda criança – vale cada vez mais a pena ser Criança em Foco.

Neste espaço, mais do que se ensina, aprende-se com a criança. Aprende-se a humildade da curiosidade, do não saber, a coragem de errar e continuar tentando, de pedir desculpas, de mostrar sentimentos…aprende-se o valor da persistência, da determinação, de perceber o sentimento no olhar. Com os nossos bebês eu aprendo o quanto ainda tenho a aprender. E mais do que nunca, o quanto é importante estar disponível para quem e para o que se ama. Tudo isto se dá concretamente no presente.

Estas tais capacidades de adiar satisfações e tolerar frustrações, tão necessárias na formação do caráter de uma pessoa e tão difíceis para uma criança, só são alcançadas mediadas por uma figura de apego no presente.

Foi por isto que idealizei, insisto e acredito há nove anos num espaço onde os pais e avós possam estar de fato, física e não virtualmente, retomando sua própria história, aprendendo a “se colocar nos sapatos dos filhos”. Por isto acredito que criança, pra chegar a ser um dia verdadeiramente independente, tem que ter tido a oportunidade única de estabelecer laços afetivos que tenham sua origem numa relação inicial de dependência, real, no presente.

Nossa missão nós aprendemos com as crianças: multiplicar a vontade de participar, de ser inteiro e não superficial, levantar emoções muitas vezes escondidas. Acredite, vale a pena.

Fernanda Roche é diretora geral do Criança em Foco e não abre mão de ser presente.

 

Depoimento de pais dos nossos alunos do Espaço de Educação Infantil:

“Depois de 4 meses posso dizer que acertei em cheio na escolha da escola da V.(1). É possível perceber o amor de vocês com cada criança, o olhar sempre atento e abraço sempre disponível! A escola é acolhedora desde a entrada com a tia Pati e Ketlin! A minha filha gosta muito das aulinhas especiais. A presença dos donos Fernanda e Enrique é fundamental para uma escola desse tamanho, nos sentimos seguros e abraçados. Tia Mel sempre cuidando de todos os detalhes para que nada saia errado. Tenho muito a agradecer as tias da cozinha, sem elas nada teria funcionado tão bem, sempre com o olhar atento da Priscila. Enfim, obrigada a todos vocês por cuidarem tão bem do nosso bem mais precioso! Todos serão lembrados com carinho e farão parte da vida da V.(1) para sempre. Obrigada. Beijos papai e mamãe!” (M.S.G.P.B)

“Cada um fala das terras de onde vem… Sendo assim, quero compartilhar com vocês algo que aprendi com a G.(1) – tudo tem, de fato, o seu tempo… E tempo neste caso, foge à “Piaget”… Está mais para o tempo no sentido mais psicanalítico possível: é o tempo do Sujeito. E sendo sujeito ele é dono do seu tempo, conforme o seu desejo. E sim, isto já ocorreu na mais tenra infância! E aí, houve o tempo de desenvolvimento, de maturação para que o Espaço de Desenvolvimento Criança em Foco se materializasse! E que bom poder contar com a reunião de todos os profissionais para acima de tudo este Espaço seja o “lugar” onde a G.(1) e nós (seus pais) estamos dia a dia absorvendo novas experiências e colhendo demonstrações de cuidados e amor. Amor. Trabalha com o Universo Infantil quem humildade para reconhecer que a criança é mais… Ela é quem faz a função do (+ um) Lacaniano… Quando nos provoca a pensar de novas formas, de enxergar com outros olhos. E colocar-se neste lugar de aprendiz/educador não é senão por amor? Na minha singela opinião, é!

Pois bem… agradecemos cada acolhida, pontuação e compartilhamento de ideias. A equipe está de Parabéns! (K.C.R.R.S)

 

Depoimentos de algumas de nossas alunas (na função de Babás):

“Gostei muito, Fernanda continue assim, porque vale a pena o que se aprende aqui” (N.M.P)

“O que aprendi nesse curso, sem sombra de dúvida, me ajudará no meu emprego e na minha vida pessoal. Acredito que “cresci” como ser humano aprendendo a respeitar o que hoje vejo como fundamental: a base de uma criança feliz e se tornando um adulto sem “traumas””.(A.P.M.F)

“O curso abrangeu todos os assuntos relacionados a bebês, ao dia-a-dia da babá, suas dúvidas, medos, atualidades, etc. Confesso que não esperava tanto do curso, esclareci as dúvidas que tinha e com certeza levarei o conhecimento que aqui aprendi pelo resto da vida”. (A.R.S.)

“O curso foi muito eficaz, porque aprendi melhor como agir com a criança em qualquer situação, principalmente na educação, foi um curso muito esclarecedor, tirou as dúvidas e principalmente me fez enxergar, como as crianças e estar em seu lugar em várias situações.” (A.D.S.J.)

“O curso me ofereceu muito mais do que eu esperava. Pra mim foi muito difícil participar das aulas por causa do horário, mas valeu a pena. Muito do que aprendi não vou usar só com as crianças que eu pretendo cuidar, mas com a minha própria família. Creio que serei uma pessoa melhor. Obrigada.” (R.B.)

“Através do curso aprendi muitas coisas, que com certeza vai me ajudar cada vez mais, na educação das crianças que eu cuidar a até mesmo com os meus filhos quando for ter. Foi muito bom mesmo!! Muito obrigada a você, Fernanda!” (I.S.C.)

“Aqui durante o curso aprendi muito e nunca é tarde para se aprender mais, adorei o curso e valeu muito a pena. Foram temas muito interessantes e proveitosos. A Fernanda é uma ótima educadora e psicóloga. Tenho certeza que com esse curso terei condições de aproveitar muito mais minha profissão de educar e ensinar muito mais a L. para que no futuro ela seja uma criança de valor, compreensiva e educada”.(V.R.S.)

“Com esse curso eu aprendi muito. Aprendi muito a brincar com a criança, a me comunicar com os pais e avós, passei a me interessar por crianças, a valorizar todas as crianças. Não só a que eu cuido, mas também as outras que crianças que encontro”.(R.A.M.S.)

“Eu acho que essa é uma ótima oportunidade que as babás e mães tem para poder educar seus filhos nas formas corretas, e também a se comunicar com pessoas ao seu redor. Valeu a pena, porque eu aprendi muitas coisas que eu nunca tinha ouvido falar”. (R.L.R.)

“Bom, esse curso me ajudou muito, isto é, consegui tirar muitas dúvidas que eu tinha a respeito de como cuidar de uma criança, estou muito grata. Parabéns!!!” (L.P.)

“Obrigada por nos ajudar a ser mais competente na nossa profissão!” (S.S.S)

“O curso foi muito bom e proveitoso, tirou muitas dúvidas minhas e aprendi outras coisas que não sabia. Bom seria que todas as babás pudessem fazer o curso e a mãe da criança também, porque fica melhor de se trabalhar.” (S. F.S.)

 

Depoimentos de alguns pais à nossa equipe:

“A sua palestra foi um diferencial; agregou valores concretos e esclarecedores para nós pais. A maneira com que você conduziu e abordou temas importantes me vez refletir que estou no caminho certo com os meus filhos M(3), L(1). Assim também como contornar certas situações que se fazem presentes e nos ‘encurralam’ de certa forma.

Temos a convicção que não é fácil, milhões de vezes repetimos as mesmas palavras, e por vezes achamos que ‘não vai adiantar’ . É o famoso aprender por osmose, termo muito empregado na área de química. Mas são filhos do nosso coração e para o bem deles tudo faremos de forma positiva.

Parabéns! Estarei aguardando os informativos e tão logo tenha disponibilidade farei uma visita a vocês.” (S.M)

“Tenho muito a agradecer ao grupo, pois com as aulas estou mais atenta as as conquistas da M.E., ela descobriu que pode sustentar bem os braços e com isso começou a se arrastar, no processo que antecede ao engatinhar, esta descoberta tem sido fascinante para nós duas.

Gostaria de te agradecer pelo carinho e atenção que dedica não só às crianças, mas a nós mães também…” (P.C)

“Super obrigada pelo envio das fotos. Estar aí toda semana é absolutamente maravilhoso. M. e eu adoramos, e nos divertimos muito.

Obrigada, e vou precisar de suas dicas enquanto eu estiver no Japão!” (TC)

“… vi que o seu projeto está fazendo aniversário e lembrei de como surgiu a sua vontade de montar o curso de babás (vc nos contou no curso que fazíamos todas as quartas pela manhã, lembra?).

As vezes me lembro daquela época, onde tudo era muito novo e buscávamos um conforto em alguém que fosse mais experiente ou alguém que estivesse vivendo o mesmo momento e vejo o quanto crescemos. E como foi importante aquela etapa e agradeço muito por ter podido participar do curso de pais e depois do de babás e até hoje da estimulação.

…Passa muito rápido e que bom poder fazer deste momento o nosso melhor, em qualidade, atenção e carinho.

E aprender, aprender…

E que bom ter você para nos ensinar, para nos nortear!

Muito obrigada e parabéns pela atitude de começar e manter a possibilidade de mostrar um mundo novo para uma nova etapa da vida: a Maternidade.”

“Que legal a aula dos pais, hein? Fiquei super emocionada!
Parabéns mais uma vez, as atividades têm sido muito legais e me sinto bem orientada, mais segura na função ‘ mãe ‘” (A.)

“Olá pessoal !!!! Gostaríamos de parabenizar a equipe do “Criança em Foco”pela qualidade do Curso “Conhecendo seu bebê”.
As aulas foram de grande proveito. Aprendemos MUITO.
Tambem gostariamos de registrar que adoramos o material elaborado pela terapeuta Aline e aproveitar para elogiar a sua dedicação, atenção e carinho com o Bernardo, além da didática utilizada para nos orientar de forma simples, bem humorada e extremamente atenciosa.

PARABÉNS E MUITO OBRIGADO !!!!! (A, PM & B)

 

Dos Pais sobre o Curso de Babás:

“Eu indicaria este curso porque, além de treinar a babá, ele amplia o horizonte do pensamento dela e reforça a responsabilidade e importância do papel que ela desempenha” (D. N. M. S)

“Sempre fui atenciosa com minha babá, mas depois do curso passei a me dar conta que ela teve uma infância e que precisava estar mais atenta também à infância dela” ( F. L. T)

“Percebi que houve uma adequação das informações ao universo da babá e às necessidades do meu filho.” (A.L.M)

“Mais uma vez, o curso foi ótimo para a babá. Apesar das limitações da mesma (idade, local onde morava, nível de escolaridade), acho que o aproveitamento foi bom. Era uma pessoa em quem eu não depositava muitas esperanças, mas surpreendentemente, ela se tornou muito apegada à minha filha, mais organizada, mais disposta a brincar e mais paciente às refeições. É a segunda vez que gosto do resultado, mas desta vez senti mais diferenças, talvez porque a anterior já fosse mais preparada.” (D. S. C.)

“A realização destes cursos foi fundamental para atender toda a família, porque após uma experiência mal sucedida com outra babá, pude aprender e perceber que as pessoas são diferentes…a babá não tinha experiência alguma com crianças e após, e até mesmo durante o curso, ela foi adquirindo confiança, sugerindo e realizando modificações…participa mais da vida das crianças, conversa com eles de forma mais adequada e está sempre preocupada em falar e agir adequadamente com elas. Está sempre pronta a me ajudar, se diz grata pela oportunidade e assume seu papel de babá verdadeiramente.” ( D.S.S)

“Eu indicaria este curso porque foi elogiado pela própria babá que dele participou, dizendo ter aprendido “muitas coisas”, mostrando-se mais interessada nas tarefas. Além disto, gostei do formato do curso e do que foi transmitido pelas apostilas.” (D.S.)

“Parabéns pelo carinho e profissionalismo com que vocês deram o curso, preparando coffee-breaks, sala de aula parecida com um quarto de bebê, etc. Observando não somente as coisas gerais, mas principalmente pelos detalhes é que observamos o capricho com que fazemos as coisas.” (P.A.G.)

“Creio que o curso ajuda a babá no seu trabalho e gera uma maior confiança dos pais no seu serviço. Percebi que durante o curso a babá se tornou mais cuidadosa e bem mais qualificada no trato com o bebê. O curso superou minhas expectativas. A babá se mostrou feliz em frequentar as aulas e animada com o aprendizado, procurando passar todos os ensinamentos e buscando uma troca de idéias. O curso realmente a ajudou a se soltar mais em seu trabalho, tendo ela passado a dar sugestões, mostrando-se, inclusive, mais preocupada em cooperar. Acho que o curso não deveria ser ministrado como exceção, mas como regra, ou seja, toda babá deveria ter acesso aos ensinamentos, pois mesmo uma vasta experiência com crianças não consegue trazer tudo o que foi apresentado durante o curso” (D.S.C.)

“Minha babá já tinha experiência, mas depois do curso ela ficou muito mais segura para trabalhar com as crianças. Não tenho nenhuma sugestão, só gostaria de parabenizar por este trabalho tão bem feito!” ( I.A.S.)

“Achei de grande valia, pois foram passadas informações importantes e seguras quanto aos cuidados com a criança” (C.N.M.C.)

“Indicaria este curso porque as babás estão sempre junto com os nossos filhos e também conosco socialmente e em casa, por isso devem ser especializadas e aprender a lidar com eles e conosco (patrões) da melhor maneira possível. Achei válido o assunto sobre religião, não influenciar o bebê e os patrões (cada um tem a sua). Quanto a higiene ela melhorou muito e me ensinou algumas coisas também.” (M.T.M.B.)

“Eu indicaria este curso porque são abordados assuntos diversos que nem sempre em casa temos tempo ou disponibilidade de conversarmos. Pontos que às vezes nós mesmas esquecemos de abordar.” (L.M.D.F.)

“Eu indicaria o curso de babás por vários motivos e, principalmente por três motivos: por despertar o desejo de aprender nas babás, pelo julgamento final da psicóloga acerca dela e pelo alerta da responsabilidade da profissão”. ( I.M.)

“ Eu indicaria este curso porque acho que as pessoas motivadas ficam mais fáceis. Minha babá estava bem animada pelo tratamento diferenciado e contente com as novidades aprendidas.” (R.M.)

“Só tenho a agradecer esta sua iniciativa de nos auxiliar na orientação de nossa babá oferecendo este curso.” ( A.C.R.P.)

 

Dos pais sobre as babás no processo de Follow-up:

“Querida Fernanda, mais uma vez obrigada pela atenção!

A babá E. que freqüentou o seu curso em 2002 deixou a minha casa no começo deste ano (2005). Ela aproveitou muito o que aprendeu no curso, e sempre lembrava de coisas que de lá trouxe. Infelizmente acabou por solicitar sua dispensa, porque não queria mais dormir em minha casa nenhuma noite na semana, o que inviabilizaria o meu trabalho, eis que em alguns dias chego em casa bastante tarde. Nunca tivemos nenhum problema com a babá, aliás continuamos gostando muito dela.

Por coincidência hoje está começando uma nova babá em minha casa e eu gostaria muito que ela tivesse oportunidade de freqüentar o seu curso. Quando começarão novas turmas? Um abraço.” (S.F.A.)

“Oi Fernanda, a E. continua como babá da J. Nossa filha é encantada com ela e eu me sinto muito tranquila em deixar a J. aos seus cuidados. Obrigada. (D.C)

“Olá! Minha esposa H. está em casa se recuperando do novo bebê! Nasceu B. dia 16/05 – tudo ocorreu 100%! A F. continua conosco. Porém, estamos precisando de mais uma babá – você conhece alguma? Abraços”. (M.W.)

“Oi, Fernanda, a E. continua conosco, sim; mais babá do que nunca, já que agora é ela quem busca o L. na escolinha quase todos os dias e fica com ele até nós chegarmos, à noitinha. Até mais!” (A.L.C.)

” Olá Fernanda, a E. continua lá em casa, e a bebê já está com 2 aninhos, Graças a Deus! O curso foi muito bom, e ela pode me ajudar muito com a nenê principalmente nos primeiros meses. As noções de higiene foram fundamentais. Mas o que considero o mais importante é sempre frisar o controle emocional, de todas nós na hora do aperto, sabe como né? E nisso ela sempre foi muito bem !! Continuem sempre fazendo uma avaliação crítica para as mães, pois assim estamos sempre ajudando a criança, que é na verdade a real beneficiária de tudo isso !!

Obrigada por tudo ! Beijos.” (V.L.)

“Olá Fernanda, a S. não trabalha mais comigo desde fevereiro. Ficou cuidando do meu filho durante dois anos e meio e saiu por vontade própria. Mas quando eu sentir necessidade novamente de fazer algum curso, sem dúvida entrarei em contato com vcs. Um abraço”. (J.D.)

“Fernanda, a I. continua conosco. Um abraço.” (A.T.)

Oi Fernanda,

A L. só ficou comigo uns 4 meses… E fez o curso logo que entrou… Saiu por ter tido problemas de saúde e depois meio que houve diferença de interesses… é complicado explicar por e-mail… Mas acho que nada que o curso pudesse ter atrapalhado, mas caráter e jeito de cada um…

Mas continuo com Terezinha que também fez o curso com vocês, em nov/2002, e ela é uma Santa em meu caminho… (risos)…Beijos.” (A.R.)

“Sobre a babá C., ela trabalhou comigo menos de 1 mês. Eu patrocinei o curso para ela, mas infelizmente, na minha visão, ela não tinha perfil para ser babá, apesar de já ter trabalhado antes nesta função. Acabei a dispensando e o curso ficou como um benefício para ela. Continuo com a E. que também fez o curso de babás e ela sim é ótima.

Atenciosamente, D.” (D.C)

“Olá, Fernanda, sou o marido da L. Quanto à nossa babá, M., ela continua conosco. Ela cuida dos nossos dois filhos e trabalha em nossa casa desde 2001. Ela gostou muito do curso que fez no Criança em Foco (exibiu muito feliz o certificado de conclusão), e nós também, até porque acompanhamos depois em casa com a babá o conteúdo dado nas aulas. O trabalho dela, que já nos agradava, melhorou ainda mais. Muito embora o nosso filho mais novo também vá entrar na escolinha agora no 2o. semestre, a M. continuará conosco.

Cordialmente, I.” (I.R.L)

 

Depoimentos colhidos por ocasião dos 8 anos:

Por que vale a pena ser Criança em Foco?

“Repetimos a dose do lanchinho para os pequenos, desta vez na casa da C. Estou mandando umas fotos, pra você também poder saborear um pouquinho e matar a saudade. Espero que as fotos retratem a felicidade desses pequenos, que contagia até aqueles que não frequentam o Criança em Foco. Sãos esses sorrisos que me convencem sempre que vale a pena ser Criança em Foco.

A propósito, PARABÉNS!!!!.

Meus sinceros cumprimentos, quero expor o respeito e admiração que tenho pelo trabalho de vocês. Competência e amor na mistura ideal.

Beijos,
F. (mãe da C.)
Depoimentos colhidos aos 12 anos, em pesquisa de satisfação de clientes:

Gostaria de ressaltar que fui surpreendida pela qualidade das aulas de Brincadeiras Cantadas e com a propriedade com que a Fernanda Gorosito tem no conteúdo e manejo das crianças, sempre alternando sua atenção e incluindo cada uma, sem perder a noção do todo do grupinho. Não deve ser fácil, uma vez que as fases variam e são mais crianças do que na estimulação! É contagiante a alegria da aula. Fico tranquila de deixar a babá fazendo às vezes com o E., mas gosto d eparticipar sempre que possível para terminar meu dia bem”.

(S., mãe de E., 2 anos)

“Para mim foi uma luz no fim do túnel encontrar o Criança em Foco. Desde o primeiro contato, ainda no telefone, o tom de voz das atendentes, a acolhida carinhosa sem nos conhecer, depois a primeira aulinha, a apresentação, a ternura e atenção da terapeuta, fizeram com que eu me sentisse em casa. Minha filha está hoje na escolinha porque preciso trabalhar e ter um tempinho para mim, mas estou comprometida em mantê-la comigo uma vez por semana nas aulinhas de estimulação, que é quando posso vê-la se desenvolver com outras crianças, as soluções que ela dá para as dificuldades e interferir neste processo para dar segurança para ela. Me sinto muito mais confiante agora.”

(AR, mãe da L, 11 meses)

Login