Metodologia


Nosso berçário tem como objetivo atender famílias com crianças de zero a três anos, proporcionando o contato gradativo com uma metodologia de cuidado diferenciada, denominada de “1,2,3 e já”, que inclui a oportunidade de fazer transições entre figuras de apego confiáveis, seguras e que receberão um suporte permanente.

Atualmente, há uma ampla oferta de serviços de berçário em Curitiba, atendendo famílias das diversas classes sociais. Nosso berçário irá buscar oferecer como principais diferenciais a gama de atividades atualmente disponíveis no Espaço de Desenvolvimento Criança em Foco, a metodologia de cuidado diferenciada, inclusiva, que permitem o olhar e atenção individualizados a cada criança e sua família e uma abordagem pedagógica voltada para ser um espaço de transição entre a casa e a escola, favorecendo uma unidade de linguagem com a família. É possível observar que praticamente não há berçários “puros”, a enorme maioria está atrelada a uma pré-escola, que acaba sendo a atividade principal, desviando foco de atenção a esta fase inicial, na qual se verifica proporcionalmente o maior salto de desenvolvimento tanto neurológico quanto emocional.

Além do trabalho de desenvolvimento focado, baseado nas diversas atividades e do olhar individualizado, outro diferencial será a relação crianças por cuidador que, adequada a cada faixa etária, será menor do que a preconizada na legislação e a praticada no mercado, focando na real necessidade de cuidados e atenção com cada uma das crianças.

A grade de atividades também respeitará as faixas etárias e incluirá as atividades do Espaço de Desenvolvimento, aplicadas pelas mesmas profissionais que atendem as crianças de fora do berçário. As crianças serão acompanhadas por um dos membros de sua equipe de cuidadores / assistentes ou, caso desejado, por um membro de sua família, a quem, especificamente para estas atividades, será franqueado o acesso nestes horários.

Uma questão recorrente para as famílias com filhos em berçários é a sucessão de doenças que os mesmos contraem nesta fase. Se isto parece ser inevitável pelo convívio de um grupo grande de crianças, pode ser minimizado através de uma relação menor de crianças por cuidador e de algumas medidas ligadas ao espaço físico. Está previsto no projeto uma sala de “enfermaria”, permitindo o atendimento personalizado de um bebê que apresente sinais de alguma doença até o responsável vir buscá-lo.

A formação do apego é um processo estruturante para o ser humano. Sendo este processo também constante, seus desdobramentos se estendem pelos ciclos de vida afora. Ser cuidado e ter o desenvolvimento favorecido por figuras de apego confiáveis, que conheçam os ritmos, preferências e limites de sua criança é muito menos arriscado. Gera menos ansiedade, propicia mecanismos de defesa mais maduros e menos primitivos, como os que levam muitas vezes a criança pequena a morder, a se isolar a e a toda sorte de agitação.

Tendo acompanhado as pesquisas feitas nas últimas décadas na Europa e Estados Unidos unindo as áreas da Teoria do Apego, da Neurociência e da Clínica de Psicanálise com crianças, pudemos confirmar as evidências do que já víamos na prática há muitos anos aqui, pioneiramente, na capital do Paraná: que o que faz com que as crianças aprendam mais facilmente, encontrem soluções mais criativas, estabeleçam relações sociais mais amplas e satisfatórias depende de um ambiente estruturado, seguro, confiável, com adultos verdadeiramente preparados para oferecer-lhes os exemplos e desenvolver potenciais desde bebê.
Nossa metodologia é voltada para as famílias que, como nós, acreditam que a criança merece uma base segura que a apronte emocionalmente não apenas para um ambiente escolar mais amplo, mas para toda uma sociedade mais ampla, em constante processo de transformação.

Login